sábado, 18 de janeiro de 2014

Eletrobras no Acre pagou R$ 2,2 milhões à Control de forma indevida

Apagão_abre
Relatório diz que “rombo” comprometeu o orçamento do setor que é responsável pela operação de manutenção emergencial. Tem empresa envolvida no G7 beneficiada pelo suposto esquema. Eletrobras mantém silêncio e três anos depois diz que auditoria não foi concluída.
O Ministério Público Federal e a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) deverão receber em breve um relatório que era guardado em segredo e que aponta para uma série de possíveis irregularidades na gestão da Eletrobras Distribuição Acre. O documento elaborado por uma auditoria interna que o ac24horas teve acesso exclusivo analisou informações financeiras e administrativas da distribuidora de energia nos anos de 2011 e 2012. Segundo o documento, R$ 2,2 milhões foram pagos indevidamente à empresa Control.  Uma das empresas envolvidas no G7, a ETENGE também figura como beneficiada. A diretoria da Eletrobras se negou a falar sobre o assunto até que a auditoria que já dura três anos seja concluída.
O SUPOSTO ESQUEMA
Sabe quando você liga para o 0800 647 7196 e solicita algum serviço emergencial? 
Isso gera uma ordem de serviço (OS). A emergência realizada após às 19 horas gera um adicional de sobreaviso pago a empresa contratada que paga ao trabalhador quando houver cumprimento de escalas fixas ou quando este é convocado para prestar serviço de plantão.
A conclusão da auditória garante que nos anos de 2011 e 2012 a Eletrobras Distribuidora Acre não controlou o efetivo das equipes que realizavam as escalas de sobreaviso nas cidades de Rio Branco, Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima e Rodrigues Alves no contrato assinado com a empresa Control Construções Ltda.
“A ausência desta escala demonstra ausência de gestão”, diz o relatório.
Além de não controlar as escalas, o pagamento feito à Control foi faturado dois anos depois, acarretando, segundo a auditoria, uma série de consequências à empresa. O relatório aponta para o comprometimento do orçamento. O valor expressivo não foi composto nas planilhas de custos da licitação.
“A companhia é regida através do regime de competência, o que significa dizer que as obrigações a serem pagas devem ser incluídas na apuração do resultado do período em que ocorreram sempre simultaneamente. Para os auditores, “se isso não acontecer acarreta consequências também à área contábil da empresa”, explica o documento.
Outra acusação grave feita à Control diz respeito à transferência de sobreavisos aos trabalhadores. Em análise, a auditoria descobriu que no mês de fevereiro do ano passado foi pago o valor de R$ 142.198,25 pela companhia à contratada que só repassou aos seus servidores o valor de R$ 12.692,07. Uma série de ações trabalhistas pode ser gerada contra a Eletrobras, considerando a responsabilidade subsidiária imputada por força de lei à contratante por possíveis falta de pagamentos.
Com relação ao sobreaviso a auditora Solange Camelo Correia discordou dos pagamentos realizados à empresa Control Construção e recomendou que a Eletrobras criasse mecanismos a fim de se resguardar das possíveis ações. Do montante de R$ 2,2 milhões supostamente devido a Control a auditora disse que “deveria ser objeto de discussão na esfera judicial”.
O OUTRO LADO
A resposta dada pela Eletrobras confirma ruídos de uma operação “abafa o caso”. A Distribuidora afirmou que quaisquer documentos referentes aos resultados de processos internos de auditoria, fiscalização, entre outros são sigilosos até que todo o processo esteja concluído, “o que ainda não aconteceu no caso em questão”, respondeu.
Apagão_ Celso in1A diretoria se negou a receber a reportagem de ac24horas. A nota de cinco linhas não informa por que a auditoria se arrasta por mais de três anos sem ser concluída. O primeiro relatório datado de 2011 é de conhecimento do estafe da empresa. Celso Santos Matheus era diretor de operações. Luis Hiroschi Sakamoto era o diretor de gestão. Atualmente, [segundo informações do portal da empresa] Sakamoto é diretor-presidente interino.
A reportagem teve acesso a resposta de setores internos dadas a auditoria. A empresa reconheceu a não emissão dos relatórios de Medição de Serviços Emergenciais dos meses de fevereiro, maio e junho de 2010. Esclareceu que a informação estava composta no Sistema de Gestão de Distribuição, o SGD.
Um dos servidores que fiscalizou o contrato – cujo nome é mantido em sigilo – justificou que no período retroativo pago a Control o critério utilizado para realizar o levantamento dos valores foi a escala de plantão prevista por 24 horas nas regiões de Rio Branco, Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima e Rodrigues Alves.
INVESTIGAÇÃO MOSTRA QUE ESQUEMA É ANTIGO
Mas segundo a reportagem apurou, as recomendações para necessidade de melhorias no controle interno no contrato com a empresa Control não eram recentes e já tinham sido solicitadas pela auditoria em dezembro de 2011.
Naquela oportunidade foi exigido um fiscal de contratos para realização de medições de serviços, verificação do correto cálculo e recolhimento de possíveis parcelas a vencer. A auditora Solange falou da necessidade de profissionalização do setor.
“Assim essas figuras deverão administrar o contrato habitualmente de forma legal, moral, profissional, impessoal, eficaz, imparcial e neutra”, alegou.
Ao analisar as ocorrências emitidas através do SGD, como informou a Eletrobras, a auditoria constatou uma diferença de R$ 152 mil referente a serviços pagos indevidamente nos meses de junho e julho de 2010 e de R$ 73 mil referente a serviços pagos em janeiro de 2011. Somados, os três meses totalizaram o valor de R$ 225 mil.
Aprofundando sua investigação a aduditoria descobriu ainda que com relação a serviços de normalização do sistema de energia (inspeção de rede, troca de postes, substituir amarração de condutores) a empresa Control recebeu por serviços que não executou.
EMPRESA G7 FIGURA COMO BENEFICIADA
Segundo o relatório, como a empresa Control não possuía caminhão munck, os serviços de troca de postes foram executados pela empresa ETENGE. Alguns foram pagos em duplicidade e recebidos tanto pela empresa Control como pela empresa ETENGE com preços diferenciados que variam em até R$ 6.787.00.
Sem se preocupar com os custos aos cofres públicos, o relatório acusa a Eletrobras de ter pago R$ 200 por cada troca de transformadores monofásicos em benefício da empresa Control ferindo o princípio de economicidade, razoabilidade e eficácia.
Somente a partir de fevereiro do ano passado a empresa Control começou a apresentar escalas de plantão conforme critérios estabelecidos no projeto básico. Mesmo assim, um parecer jurídico da Eletrobras de nº 189/2013, validou o pagamento que ultrapassa a casa dos R$ 2 milhões a título de sobreaviso.
Diferente do que informou a diretoria, a auditora concluiu que o parecer jurídico é omisso quanto à forma da prestação de tais serviços, sobre a quantificação dos serviços prestados nestas condições e ainda, sobre os valores a serem adimplidos.
A ELETROACRE é uma concessionária federal de serviço público responsável pela distribuição e comercialização de energia elétrica para todo o Estado do Acre, cujo controle acionário que antes pertencia ao Governo Estadual, é exercido pelas Centrais Elétricas Brasileiras S.A- ELETROBRAS, que detém 93,29% do total de seu capital social.
Em 2012, a empresa foi considerada a 5ª pior distribuidora de energia elétrica do Brasil. No final do ano passado, a ANEEL reajustou a tarifa de energia no Acre para 15,58% para os consumidores residenciais e de 10,73% para as indústrias.
A Control não retornou às ligações feitas pela reportagem. O Sindicato dos Urbanitários que teve reunião durante a semana com a Eletrobras não retornou as ligações e não demonstrou nenhum interesse em falar sobre o assunto
Fonte: Jairo Carioca – da redação de ac24horas/Rio Branco

2 comentários:

Luciano Patricio disse...

bom dia meu amigo estive dado uma linda em seu blog gostei muito eu também tenho um da para você colocar meu blog na sua lista do seu blog que eu vou colocar seu no meu bom dia obrigado.http://lucianopatriciotk.blogspot.com.br

Luciano Patricio disse...

bom dia meu amigo estive dado uma linda em seu blog gostei muito eu também tenho um da para você colocar meu blog na sua lista do seu blog que eu vou colocar seu no meu bom dia obrigado.http://lucianopatriciotk.blogspot.com.br